quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Patê de salmão vegano - receita crua

Peguei essa receita interessantíssima aqui. Esse patê fica delicioso e pode virar aperitivo, sanduíche ou sushi. Vamos à receita:

* 1 xícara de castanhas de caju ou amêndoas cruas (deixadas de molho durante a noite anterior)
* 1/4 de xícara de cebola picada
* 1 cenoura média ralada
* 3 colheres (sopa) de sumo de uma laranja ou limão amarelo
* 1/8 de xícara de suco de cenoura fresco (ou água)
* 4 pedaços pequenos de alga Nori.
* Sal marinho a gosto.

A receita que eu encontrei foi baseada na receita original do patê de salmão vegano cru (Raw mock salmon) servido no restaurante Cafe Solstice, em Seattle.

Coloque no processador as castanhas, a cebola, a cenoura, a alga Nori, sal marinho e um pouco do líquido. Não coloque todo o líquido ainda porque você quer ver direitinho como ficou a consistência primeiro. Muito líquido vai deixar o patê muito mole. Já que a quantidade de ingredientes é pequena, eu usei um mini-processador.

 Essa receita é ótima pra preparar vários aperitivos diferentes. Até sushi eu fiz.


Ligue o processador e bata tudo por 1 minuto e meio. Experimente e veja se está bom de sal. Cheque também a consistência e adicione mais um pouquinho de líquido, se necessário. Adicione o líquido com cuidado porque se colocar demais a receita ficará facilmente rala demais. O ideal é uma mistura final cremosa, como um patê, e com uns pedacinhos sobrando pra mastigar. E a parte divertida é deixar a cor parecida com a do salmão.

Ligue novamente o processador e deixe bater mais um minutinho até que a consistência fique perfeita. Leve à geladeira por 1 hora se você prefere um patê mais geladinho.


Guarneci com 2 produtos ótimos: um que mistura sementes de gergelim, alga e sal marinho (Eden Organic) e outro de alga marinha granulada com pimenta. (Esses dois produtos não são crus).






Experimente e confirme a delícia que é esse patê. Super leve e saboroso. E nenhum peixe foi asfixiado até a morte na preparação. Invente formas diferentes de servi-lo: sanduichinhos, canapés, sushi... Essa é mais uma receita que não contém glúten, soja, proteína animal ou gordura ruim. Aprecie sem moderação. :D

Mmm... adoro sushi!
Clique nas fotos para ampliá-las e encher a boca d'água. :P

9 comentários:

Fernanda disse...

Nossa, essa receita parece deliciosa demais <3 Também amo sushi, assim que puder vou experimentar testá-la...A parte boa é que nem precisa usar fogão, né ;P

Géssica Neves disse...

Nossa.. Deu muito medo quando vi o título deste post! o.o
Mas a receita parece maravilhosa! parabéns! ^^

Andréa N. disse...

Hehe, eu devia ter chamado de "pate vegano de salmao". Pelo titulo ficou parecendo que eu crio salmao vegano em casa e mato pra fazer pate. Argh!

Brígida disse...

Que delícia, tenho que experimentar! Agora que você deu esta idéia de sushi, vou tentar fazer, se achar Nori por aqui. Se não, faço uns charutinhos de couve, com este patê deve ser perfeito!

Andréa N. disse...

Fiz essa receita hoje de novo. Como é boa. :P Acho que a melhor versão é como sushi.

Tainã Alcântara disse...

Li que a castanha de caju crua faz mal. como faz pra nao fazer e onde se compra?

Andréa N. disse...

Oi Tainã! A castanha de caju não faz mal crua. Ela é uma ótima fonte de ferro, magnésio e cobre. É que algumas pessoas têm mais dificuldade em digeri-las, então alguns nutricionistas recomendadam deixá-las de molho em água filtrada de 6 a 12 horas - dependendo da disponibilidade da pessoa. Onde encontrar castanhas depende de onde você mora. Procure em lojas de produtos naturais. Boa sorte!

Anônimo disse...

Oi Andreia, sabe me dizer se o gosto fica ao menos aproximado ao do salmão?

Andréa disse...

Anônimo, eu acho que se aproxima no sentido de ficar com um gostinho de "frutos do mar". Isso acontece por causa da alga marinha.

Posts similares

Related Posts with Thumbnails