Mostrando postagens com marcador KFC. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador KFC. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A selvageria da rede de fast-food McDonald's

O que eu recebi de reclamação e comentários malcriados aqui no blog por causa dos posts sobre o KFC não foi bolinho. Agora esse pessoal vai poder se sentir vingadinho porque o video mais recente da Mercy for Animals mostra as atrocidades cometidas nos bastidores do concorrente deles, o McDonald's.

Fãs de franquias de fast-food: me deixem em paz agora, tá bom? E pelamordedeus não venham me dizer que essas imagens foram forjadas e que as redes de fast-food são SUPER preocupadas com o bem-estar animal. Tenham peito pra assistir essas imagens e admitir que vocês ajudam a patrocinar esses horrores. Agradecida.

sábado, 11 de abril de 2009

KFC - Kentucky Fried "CRUELTY"

Eu já falei por aqui dos horrores que a rede de fast food KFC causa aos animais. A KFC Brasil não é diferente, viu? Os padrões são iguais em todas as lojas da rede, no mundo inteiro.

Outro dia a KFC do Canadá disse que finalmente cedeu às pressões do grupo PETA, e estreou em algumas de suas lojas, o hamburger veggie. Isso ainda não me faria pisar numa KFC nem morta, porque não é um veggie burger que vai me convencer de que todas as carnes que eles usam não são mais provenientes de tortura. Mas pra completar meu raciocínio, li esses dias num blog vegano, que ao pedir hamburgers veganos na KFC do Canadá, o casal perguntou ao vendedor se estes eram preparados numa grelha separada, ao que ele respondeu, adivinha!, que não. Os veggie burgers do KFC são mergulhados no mesmo óleo que os hamburgers de carne. E você achou mesmo que seria diferente? Não caia nessa ladainha.

Billy Corgan, da banda Smashing Pumpkins, juntou-se recentemente ao ex-baterista, Jimmy Chamberlin, e a vários outros músicos que estão indignados com o tratamento que o KFC dá às galinhas criadas e mortas em suas fábricas-matadouros. Corgan e Chamberlin assinaram uma petição pra tentar ajudar a acabar com o sofrimento que a rede KFC causa às pobres aves.

Assine a petição você também!

Todo ano, centenas de milhares de galinhas são escaldadas ainda vivas. Esses seres tão sensíveis e inteligentes são enfurnados em gaiolas sujas e mínimas, onde vão passar o resto de suas vidas miseráveis. Os bicos dessas galinhas são cortados a ferro quente, quando ainda são pintinhos, e elas são cruzadas de maneira a crescerem muito maiores do que seu próprio peso suporta, fazendo com que fiquem aleijadas, mal podendo se mexer, e tendo seus ossos quebrados por conta disso - como na foto lá em cima. Nas fábricas-matadouros, essas aves gentis são penduradas de cabeça pra baixo em correntes de metal pra serem degoladas em massa. São então jogadas em tanques de água fervendo, frequentemente ainda conscientes.

Falando nisso, outro dia alguém mencionou aqui que é tudo balela e que não existe prova concreta disso. Mas é claro que existe! Se você já lê este blog há algum tempo, sabe que eu geralmente prefiro não postar os videos aqui porque são muito fortes. Sempre acho que minha palavra basta pra você, leitor, acreditar. Mas quer saber, vamos acabar com o álibi de quem na verdade simplesmente não quer acreditar. Aqui está o video:


E você pode assistir a mais videos no site KentuckyFriedCruelty.com.

Ajude a acabar com esse sofrimento horrível. Assine a petição e jamais pise numa loja da rede de fast-food KFC.

Clique aqui pra criar um cartaz no seu blog e ajudar a espalhar a nossa indignação.


Via Fish & Chimps

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Abolicionismo X Bem-estarismo

O abolicionismo prega o fim de todo e qualquer abuso de animais. Eu, como vegana, sou pela filosofia abolicionista, mas comemoro sim qualquer pequena vitória. Como quando o Peta conseguiu fazer com que a monstruosa rede de fast-food KFC, começasse a vender burguers veganos em algumas de suas lojas no Canadá. Ou quando recentemente a Proposition 2 foi aprovada na California, obrigando por lei as fazendas-matadouros de lá a melhorarem as condições dos locais onde são mantidos vitelos, galinhas e as porcas em fase de gestação. As condições atuais são indecentes.

Todo mundo sabe que isso é quase nada em termos de resultados concretos. Não facilita a vida das milhares de aves que continuam a ser mutiladas e escaldadas vivas nos bastidores da KFC espalhados pelo mundo inteiro ou dos filhotes de bezerros que nunca verão a luz do dia nos matadouros da California (ou do resto do mundo).

Mas sim, eu comemoro essas pequenas vitórias, se não pelo fato de que as pessoas vão ouvir falar sobre o que o KFC faz de ruim, pela idéia de que redes de fast-food começam a oferecer opções veganas, pelo fato de que alguém está fazendo alguma coisa nesse mundo. O Peta ainda está tentando fazer com que o KFC adote certas regras que outras redes já acataram, como diminuir a quantidade de amônia no ar nas fábricas-matadouros, aumentar o espaço onde ficam as galinhas, prover estímulo físico e mental pra elas, etc.

Mas isso também tem um lado ruim. Propaga o bem-estarismo e isso influencia e confunde as pessoas. O bem-estarismo é um mito em que onívoros e ovo-lacto-vegetarianos ADORAM acreditar. Eu não os culpo. Eu já fui assim, também. Comprava meus ovos "de galinha caipira" ou "criados soltos" (os famosos cage-free ou free-range) e vinha pra casa feliz da vida, achando que as tais galinhas estavam sendo bem tratadas; estavam a salvo. Santa ingenuidade!

Deixa eu explicar direitinho: bem-estarismo não existe. Já pesquisei muito e vi videos (e ouvi ligações telefônicas gravadas) que comprovam que não há regulamentação ou supervisão suficientes e é um papo furadíssimo quando uma companhia diz que suas galinhas são "criadas soltas". Os machos que nascem continuam sendo triturados em moedores industriais ainda vivos e as galinhas continuam sendo tratadas como objetos inanimados, tendo seus membros quebrados e amputados o tempo todo.

Você ama de verdade os animais? Quer ajudá-los de verdade? Então, não caia nessa história de bem-estarismo. Pare de consumir QUALQUER produto animal. Essa é a única forma de ajudá-los. Os animais não têm voz. Eles estão neste exato momento em que você lê estas palavras, sendo monstruosamente torturados no mundo inteiro por seres que se dizem "humanos". Faça alguma coisa! Faça a sua parte. Seja vegano.

*Fotos: Pássaros, bezerros e porcas prenhes confinados. Animais vivendo no escuro e deitados no próprio excremento. Vidinha boa, não? E aí, você vai ficar só olhando ou vai fazer alguma coisa?

Go vegan!

sábado, 14 de junho de 2008

Receita de Frango

Ingredientes: Frangos

Animais curiosos e amigáveis que criam laços familiares e hierarquias, constroem ninhos e cuidam das suas crias.

Modo de preparo:

1. Cortar o bico dos frangos com uma lâmina quente e sem anestesia.
2. Colocar as crias em galinheiros super lotados cheios de excrementos, levando-os à morte por asfixia ou ataque do coração.
3. Alimentá-los com antibióticos e mantê-los à luz artificial acesa durante 24 horas para que comam bastante e cresçam rápido para aumentar a produção.
4. Selecionar os frangos com mais carne, fazendo com que suas patas se quebrem e não consigam se mover durante toda a sua miserável existência.
5. Agarrar os sobreviventes pelas patas e jogá-los em engradados superlotados para o transporte.
6. Transportá-los durante horas para o matadouro, expondo-os à temperaturas extremas.
7. No matadouro, prender as patas dos sobreviventes a ganchos.
8. Lavá-los com água eletrificada.
9. Cortar-lhes a garganta.
10. Atirar os corpos, alguns ainda vivos, em água escaldada para facilitar a remoção das penas.
11. Repetir esta receita cerca de 5 bilhões de vezes ao ano.

Obs.: Um frango nasce e é abatido em dois meses quando tem expectativa de vida de 7 anos.

Se você não gostou da receita, ótimo !!!

Mude seu hábito alimentar.

Alimente-se sem crueldade.

E por favor, pare de comer no KFC, McDonald's, Nuggets, Burger King, Wendy's, etc.

* Enviado por email pela querida Roseane. Obrigada, Ro!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

KFC é do mal


Make your own KFC sign at KentuckyFriedCruelty.com

A rede de fast-food KFC (Kentucky Fried Chicken), está na mira do Peta faz um tempão. Pra quem não conhece, o Peta é uma organização americana seríssima e super ativa, cuja sigla significa em português algo como "Pessoas em favor do tratamento ético dos animais".

O Peta já tentou várias vezes negociar com a direção do KFC e fazê-los acatar regras básicas de um tratamento minimamente justo dos animais nos vários matadouros, sem sucesso. O KFC escalda galinhas vivas diariamente, quebra seus ossos e fazem-nas crescer tanto e tão rápido, que elas mal conseguem se mexer. Cinco membros do conselho da própria empresa KFC já se demitiram, enojados com a política interna da empresa, que não acatou nenhuma de suas recomendações.

Clique aqui para assinar a petição. Leva menos de 1 minuto.

Se puder, ajude a espalhar a notícia (e nunca pise lá). O KFC tortura os animais antes de matá-los.

Posts similares

Related Posts with Thumbnails