domingo, 13 de janeiro de 2019

Filé de peixe feliz


Como sempre digo aqui no blog, o peixe é feliz porque está vivíssimo, lá no mar, nadando. Esse aqui é um filezinho totalmente vegetal. D.E.L.I.C.I.O.S.O. e muito simples de fazer.

Peguei a receita inteirinha com as Viewganas.

Ingredientes:
  •  200g de cogumelo shimeji branco (o equivalente a uma cartela)
  • 1/4 de xícara de farinha de trigo (para misturar ao cogumelo)
  • Farinha de trigo suficiente para empanar
  • Sumo de 1/2 limão
  • 1/2 colher (chá) de pimenta do reino branca
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1/2 dente de alho picado (opcional)
  • óleo vegetal para fritar (usei o de girassol)

Preparo:

Assista o vídeo das Viewganas porque é bacana e elas dão dicas enquanto preparam. Basicamente, é o seguinte: coloque o cogumelo, farinha de trigo, sal, pimenta e sumo de limão no processador. Bata um pouco, é rapidinho. Não bata demais senão vira uma papa. Modele os filés com MUITO cuidado porque a massa é bem mole mesmo e pode quebrar facilmente. Minha dica é molhar as mãos. Aí, empane também com cuidado e, com a ajuda da espátula que você vai usar para fritar, coloque cada filezinho na frigideira que já deve ter bastante óleo e estar BEM quente. Frite dos dois lados até dourar. Voilá!

Dica pessoal: lascas de alga marinha vão muito bem aqui, acrescentam um gostinho de maresia.

Na minha opinião, esse prato é ótimo porque representa bem o que a gente gosta de mostrar no veganismo:
  1. Qualquer prato da culinária tradicional brasileira pode ser veganizado.
  2. Não precisa necessariamente ser industrializado, muito menos vendido em supermercados por um preço absurdo.
  3. É gostoso e nutritivo.
  4. É versátil. Pode ser servido como aperitivo, acompanhando uma cervejinha, pode surgir num jantar chiquérrimo, servido com arroz e purê, e pode até virar um sanduba sensacional. 
  5. Demonstra, mais uma vez, que ao se tornar vegana a pessoa não está abrindo mão de nada. Ao contrário, ela é apresentada a novos e incríveis sabores.
Agora, seja educade e não pergunte se esses filés têm sabor igual ao animal que é geralmente morto com a boca ensanguentada e/ou asfixiado.

Apesar da aparência bem aproximada, esse prato é só uma isca, haha, pra você deixar o preconceito de lado e experimentar as delícias da cozinha vegana.

Não vai ter o mesmo sabor. Vai ser melhor - na sua boca, no seu estômago e na sua consciência. Eu GARANTO.

Feliz Ano Novo! 


Nenhum comentário:

Posts similares

Related Posts with Thumbnails