terça-feira, 22 de abril de 2008

Nossa micro e nossa macro culpa

Sobre o consumismo excessivo-
Nós estamos psiquicamente anestesiados. Nós anestesiamos nossos sentidos da manhã ao anoitecer. Seja com barulho ou música alta, ou luzes à noite. E aí, ninguém vê a beleza. E se nós perdemos o senso da beleza do mundo, então estamos procurando por substitutos. Eric Hoffer disse, "Você nunca consegue se satisfazer com algo que não quer realmente". Isso significa que a gente corre pra lá e pra cá, com essa permanente necessidade, e a perda, a sensação de perda, é que a gente não sabe o que realmente perdeu. O que a gente perdeu foi a beleza do mundo. E a gente tenta remediar isso tentando conquistar o mundo, ou possuir o mundo.

Sobre a exploração do planeta-
Dá pra ver do espaço o quanto a raça humana mudou o planeta Terra. Praticamente toda a terra disponível foi dizimada em suas florestas e agora é usada para agricultura (não a agricultura que vai alimentar os humanos, mas a que vai alimentar os animais que serão mortos estritamente para o consumo de sua carne pelos humanos) ou para o desenvolvimento urbano. As geleiras polares estão encolhendo e os desertos aumentando. À noite, a Terra não é mais escura e grandes áreas do planeta estão iluminadas. Tudo isso é prova de que a exploração humana do planeta está atingindo um limite crítico. Mas a demanda e expectativa humanas continuam aumentando. Nós não podemos continuar a poluir a atmosfera, envenenar o oceano e exaurir a terra. Não há muito mais à disposição.
-----
Este post faz parte da blogagem coletiva de hoje sobre o Dia da Terra. Pensemos todos sobre o planeta Terra, cuja humanidade está à beira de provocar a própria extinção, apesar de ser tão nova em termos universais. E façamos algo imediatamente, cada um de nós, mínimo que seja, para tentar reverter essa tragédia.

O primeiro texto, no início do post, é um depoimento original do psicólogo James Hillman. O segundo, logo abaixo da foto, é do cientista Stephen Hawking, professor de matemática da Universidade Cambridge.

Ambos os textos foram obtidos no documentário The 11th Hour. Versão livre minha. Assista a esse documentário, produzido e narrado pelo ator Leonardo DiCaprio. É bem mais otimista que este post e sugere idéias e ações reais que estão sendo e que podem ser feitas pra reverter esse quadro assustador pelo qual a Terra está passando.

Earth Day website.

4 comentários:

Laura disse...

Andrea, eu vi essa lojinha no Etsy e me lembrei de voce

http://www.etsy.com/shop.php?user_id=5311844

Andréa N. disse...

Obrigada, Laurinha!! Speaking of "excessive consumism", hehe. To brincando. Uma graca mesmo. Otimas ideias de presentes.

Andréa Motta disse...

Boa noite! Vim conhecer seu blog e convidá-la a participar da blogagem coletiva COISAS DO BRASIL, em 16 de maio. A idéia é cada um escrever, em seu blog, sobre aquilo que represente a cidade brasileira onde mora ou nasceu, a fim de que, juntos, mostremos a riqueza cultural do nosso país. Estou convidando a todos, até mesmo os brasileiros que residem no exterior; o importante é mostrarmos que o Brasil é um misto de culturas e saberes. Conto com a sua adesão!

Andréa N. disse...

Oi Andréa. Obrigada pelo convite. vou tentar participar, mas não prometo. Ando atrapalhada. Abraço.

Posts similares

Related Posts with Thumbnails